Pokémon Rpg Online
Bem vindo ao Pokemon Rpg online!
Se você ja é um jogador faça login.
Se é visitante e quer começar a jogar, registre-se!
Mas se quer ver o forúm primeiro para decidir se entra ou não aperte
"Não exibir mais".
Ah,vote em nós no top Brasil,é de graça!!!

Ass:Rafa Kimura'

Capítulos de treino do Antoni.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Capítulos de treino do Antoni.

Mensagem por Convidado em 16th Maio 2013, 18:43

Bem vindo! Aqui postarei as aventuras que tive com meus pokémons, ou melhor, os treinamentos deles, as batalhas importantes que passaram e seu aprendizados. Por favor sintam-se a vontade para lelas.


Última edição por Antoni ;3 em 18th Maio 2013, 10:33, editado 2 vez(es)
avatar
Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulos de treino do Antoni.

Mensagem por Convidado em 16th Maio 2013, 18:44

Treinamento de Igglybuff.

Capítulo 2# - De fofa só o rostinho.

- Nos arredores de Floccecy Town...
O dia já havia nascido, estava brilhante e quente, o céu, majestoso e límpido, encantava com seu azul bebê... As nuvens, passageiras, davam mais charme ao céu com suas formas encantadoras. Estava caminhando por perto de Floccecy Town, após aquela pequena aventura na estufa eu procurava um local para um belo de treino, sento-me então a sombra de uma árvore que tinha logo a frente, abro meu caderno de anotações e ponho-me a escrever alguns rabiscos e desenhos... Sem que eu perceba sua presença, um garoto de chapéu verde, cabelos castanhos e olhos verde claros vinha em minha direção, ele também usava uma roupa de agricultor, me lembrando então do florista Andrew.

O garoto olha para mim mas logo continua a caminhar e some... Ao meu redor só havia grama, suponho que ele havia se escondido entre elas... Logo após vejo um cardume de Hoppip’s sobrevoar a água, levadas pela leve brilha que pairava pelo local, sorrio e continuo a rabiscar... Levanto-me e volto a procurar um caminho, uma saída... Mas enquanto faço isso acabo me perdendo entre as gramas, sem saber para onde ir tropeço e caio girando... Quando finalmente paro, quase desmaiando, consigo abrir os olhos e perceber uma fazenda logo a minha frente, e um enorme gramado verde que balançava com a brisa... Vejo previamente as hoppip’s de agora cedo e desmaio, fico sem forças para manter-me acordado.


- Na fazenda...
Acordo então em uma cama, quando olho em volta percebo que estava sem blusa e percebo também um quarto um pouco velho, vou caminhando até a janela e percebo que estava na fazenda que avistará agora pouco, logo em seguida alguém bate na porta e entra, reconheço o garoto e ele parecia também ter feito o mesmo. Ele sorri e pede para que eu descansa-se.

- Vamos! Descanse, uma queda daquelas não é moleza. * Exclamou ele me pondo na cama.

- Não precisa, além de que preciso continuar minha jornada... * Respondo tentando levantar da cama.

- Viu?! Você está fraco, descanse um pouco, daqui a pouco venho ver como está. * Disse ele saindo do quarto...

Fico sozinho olhando para o quarto e a janela, meus olhos pesados queriam se fechar, mas eu resistia. Uma hoppip aparece na janela do quarto, ela então vem até mim e começamos a brincar sobre a cama. Sorrio e logo o garoto chega e pede que me vista, ele queria mostrar-me a fazenda. Fico alegre e vou me arrastando pra um quartinho velho a minha esquerda. Depois de alguns instantes vou com ele, descemos a escada, fico olhando toda a casa... Chegamos então ao quintal. Logo a frente avisto uma cerca braça que rodeava a casa, o garoto dobra a esquerda e vou atrás dele, estava curioso...

A esquerda da casa via-se um jardim, belas flores brotavam do chão e hoppip’s por toda parte. O garoto vai até um canteiro onde parecia um pouco seco, molha-as e vai até uma Moreira e colhe alguns frutos.

- Por favor segure essa cesta enquanto pego as amoras. * Disse o menino me entregando a cesta.

- Claro! * Respondo.

Ele sorri enquanto sobe até o topo.

- Prepare-se! * Gritou ele.

O menino joga as amoras e eu com rápidos movimentos consigo pegar a maioria, não todas... Ele então desce.

- Aliás, qual o seu nome? * Pergunto olhando para ele.

- Dy, pode me chamar de Dy. * Diz ele sorrindo e reposicionando seu chapéu verde...

Sorrio, pergunto então onde ele coloca suas flores, ou melhor, onde as guarda. Ele pega em minha mãe e me leva até uma enorme estufa atrás da casa, a estufa era alta, e ao seu redor tinha várias árvores e flores em vasos enfeitando-a. Fico encantado... Ele então me leva para o outro lado da casa onde avisto um celeiro, ele entra e logo em seguida acompanho-o. Lá dentro vejo comida Pokémon, Ponytas, Miltanks, Bouffalants e alguns pokémons tipo grama... Dentre os quais vinha-se uma Herdier que corre até Dy, percebo então que Herdier era seu Pokémon. Vendo aquela cena não sabia nem o que falar. Ele então põe Herdier nos braços e caminhamos até a saída do celeiro, de repente ouvimos uma explosão logo perto, saímos então correndo e vemos uma fumaça vindo de perto da estufa, vamos até lá... Chegando lá vemos novamente Plasmas e uma Roserade na frente da Estufa cuja parecia ter protegido-a, as explosões haviam sido feitas tentando acertar a estufa, mas Roserade as impediu... Os Plasmas estavam em uma espécie de robô, estavam dispostos a destruir a fazenda toda atrás do seu objetivo.

Dan corre até a Roserade para salvá-la de outro ataque, eu rapidamente puxo uma pokébola...

- Ajude-me Munchlax! * Grito enquanto chamo-o para a luta.

Os plasmas ficam observando...

- Munchlax proteja Roserade e Dy com Protect! * Dou as coordenadas olhando fixamente para os plasmas.

Munchlax tenta protegê-los, mas apenas é acertado no lugar deles... Rapidamente retorno Munchlax. Vou correndo até Dan que me leva para a estufa. Entre algumas grandes plantas ele abre uma porta que levava para um porão, onde ambos entramos, lá ele diz que os Plasmas queriam algo que ele tinha. Vejo então em uma prateleira um Egg... Dy me entrega o ovo para que eu esconda na mochila, o ovo era azul brilhante com uma esfera vermelha no centro... Ponho sem pensar o egg em minha mochila e saímos pelos fundos do porão, saindo assim atrás da casa, atrás dos Plasmas, mas eles nos percebem rapidamente. Entrego minha mochila ao Dy e peço que esconda o ovo, puxo outra pokébola de meu bolso, dessa vez seria Igglybuff.

- Vamos destruir, Igglybuff! * Digo sorrindo ironicamente.

- Que fofinha, será uma pena esmagá-la. * Exclamou uma Plasma que estava ali no local.

- Tem certeza?! De fofo ela só tem a cara... * Respondo encarando-os.

- Vamos ver. Vá Liepard! * Lançou a plasma.


* Batalha.
- Igglybuff vamos dar um gostinho do nosso poder. Inicie com Fire Blast, lançando então uma explosão de fogo que irá criar uma pressão de calor no ar, rapidamente use Psychic e molde com o fogo que está no ar, um véu de fogo, ou melhor, uma saia enorme ao seu redor criando uma proteção, gire-a com seu corpo saltando, usando o vento para flutuar, faça ao máximo o fogo acertar Liepard, por fim uma todo o fogo em uma explosão focada em forma de esfera e jogue.
- Liepard atravesse o fogo com Night Slash, com suas garras consideravelmente afiadas gire em parafuso e use esse movimento para perfurar o fogo, quando então fizer isso, utilize Pursuit e prenda-a com suas garras darks, proibindo o uso do Psychic.

- Liepard seja rápida como sempre e golpeio-o com Fake Out, faça-o recuar perante a nos, depois utilize Sucker Punch e a estapeie com seus punhos cobertos por uma força vital escura.
- Igglybuff proteja-se com Protect, não recue, pois elas não são nada comparado a nos, em seguida dê continuidade com Echoed Voice, como o nome já fala, irá ecoar na cabeça de Liepard e a cada rodada o dano aumentará.

- Bem Igglybuff, continue com o Enchoed Voice com o poder maior, aproveite então as vibrações sonoras e dê um acompanhamento com Fire Blast, assim o fogo será evacuado para todos os lados tendo mais chance de acertar Liepard e também criando uma defesa ao seu dispor.
- Liepard utilize Pursuit, com suas patas unidas use-as como uma flecha para perfurar o corpo de Igglybuff, depois utilize Rain Dance, apague então o fogo.

- Liepard tome a deixa e utilize Giga Impacto enquanto faz manobras aéreas com Aerial Ace, possivelmente você dançará no céu com grande velocidade dando voltas e cortando o ar com um grande impacto focado em seu corpo.
- Igglybuff utilize Sing, com sua bela canção ela irá dormir, aproveite o turno vago e utilize o outro Enchoed Voice com o poder ainda maior, acabando de vez com essa luta.

- Nossa, me impressionou garoto. * Exclamou a plasma retornando Liepard.

- Muito obrigado, mas isso não foi nada. * Respondo convencido.

Os plasmas pensam em reagir, mas antes disso parecem receber um comunicado de seus superiores que ordena que eles retornem. Parecia que tinham outra missão para eles, pois bem, o canhão cria rodas e sai rapidamente da fazenda. Quando eles já estavam longe me lembro então do Dy e vou até ele ver como estava. Vejo que eles estava bem, voltamos então para a fazenda e no meio do caminho pegamos a cesta de amoras e vamos comendo... Ele então, grato, me leva a seu lugar preferido, uma enorme árvore escondida na fazenda, subo até quase o topo, fico em alguns galhos que pareciam uma cama, vejo então o crepúsculo da tarde e acabo caindo no sono...
avatar
Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulos de treino do Antoni.

Mensagem por Kaay em 16th Maio 2013, 18:58

Inválido o título está errado...é uma pena.

Crítica:
A parte que achei mais estranha foi: "Ele pega em minha mãe e me leva até uma enorme estufa atrás da casa"
Mas fora isso está tudo perfeito.

O título tem que ter o Pokémon treinado,local e horário de treino.






avatar
Kaay
Treinador Pokémon
Treinador Pokémon

Poke Regras :
Masculino Número de Mensagens : 1600
Idade : 17
Data de inscrição : 18/12/2012

Ficha de Personagem
Insignias Conquistadas :
1/1  (1/1)
Fitas Conquistadas:
1/1  (1/1)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulos de treino do Antoni.

Mensagem por Convidado em 16th Maio 2013, 19:09

Treinamento de Igglybuff na Fazenda a Tarde.

Capítulo 2# - A fazenda misteriosa.

- Nos arredores de Floccecy Town...
O dia já havia nascido, estava brilhante e quente, o céu, majestoso e límpido, encantava com seu azul bebê... As nuvens, passageiras, davam mais charme ao céu com suas formas encantadoras. Estava caminhando por perto de Floccecy Town, após aquela pequena aventura na estufa eu procurava um local para um belo treino, sento-me então a sombra de uma árvore que tinha logo a frente, abro meu caderno de anotações e ponho-me a escrever alguns rabiscos e desenhos... Sem que eu perceba sua presença, um garoto de chapéu verde, cabelos castanhos e olhos verde claros vinha em minha direção, ele também usava uma roupa de agricultor, me lembrando então do florista Andrew.

O garoto olha para mim mas logo continua a caminhar e some... Ao meu redor só havia grama, suponho que ele havia se escondido entre elas... Logo após vejo um cardume de Hoppip’s sobrevoar a água, levadas pela leve brilha que pairava pelo local, sorrio e continuo a rabiscar... Levanto-me e volto a procurar um caminho, uma saída... Mas enquanto faço isso acabo me perdendo entre as gramas, sem saber para onde ir tropeço e caio girando... Quando finalmente paro, quase desmaiando, consigo abrir os olhos e perceber uma fazenda logo a minha frente, e um enorme gramado verde que balançava com a brisa... Vejo previamente as hoppip’s de agora cedo e desmaio, fico sem forças para manter-me acordado.


- Na fazenda...
Acordo então em uma cama, quando olho em volta percebo que estava em um quarto um pouco velho, vou caminhando até a janela e percebo que estava na fazenda que avistará agora pouco, logo em seguida alguém bate na porta e entra, reconheço o garoto e ele parecia também ter feito o mesmo. Ele sorri e pede para que eu descansa-se.

- Vamos! Descanse, uma queda daquelas não é moleza. * Exclamou ele me pondo na cama.

- Não precisa, além de que preciso continuar minha jornada... * Respondo tentando levantar da cama.

- Viu?! Você está fraco, descanse um pouco, daqui a pouco venho ver como está. * Disse ele saindo do quarto...

Fico sozinho olhando para o quarto e a janela, meus olhos pesados queriam se fechar, mas eu resistia. Uma hoppip aparece na janela do quarto, ela então vem até mim e começamos a brincar sobre a cama. Sorrio e logo o garoto chega e pede que me trocasse, ele queria mostrar-me a fazenda. Fico alegre e vou me arrastando pra um quartinho velho a minha esquerda. Depois de alguns instantes vou com ele, descemos a escada, fico olhando toda a casa... Chegamos então ao quintal. Logo a frente avisto uma cerca branca que rodeava a casa, o garoto dobra a esquerda e vou atrás dele, estava curioso...

A esquerda da casa via-se um jardim, belas flores brotavam do chão e hoppip’s por toda parte. O garoto vai até um canteiro onde parecia um pouco seco, molha-as e vai até uma Moreira e colhe alguns frutos.

- Por favor segure essa cesta enquanto pego as amoras. * Disse o menino me entregando a cesta.

- Claro! * Respondo.

Ele sorri enquanto sobe até o topo.

- Prepare-se! * Gritou ele.

O menino joga as amoras e eu com rápidos movimentos consigo pegar a maioria, não todas... Ele então desce.

- Aliás, qual o seu nome? * Pergunto olhando para ele.

- Dy, pode me chamar de Dy. * Diz ele sorrindo e reposicionando seu chapéu verde...

Sorrio, pergunto então onde ele coloca suas flores, ou melhor, onde as guarda. Ele pega em minha mão e me leva até uma enorme estufa atrás da casa, a estufa era alta, e ao seu redor tinha várias árvores e flores em vasos enfeitando-a. Fico encantado... Ele então me leva para o outro lado da casa onde avisto um celeiro, ele entra e logo em seguida acompanho-o. Lá dentro vejo comida Pokémon, Ponytas, Miltanks, Bouffalants e alguns pokémons tipo grama... Dentre os quais vinha-se uma Herdier que corre até Dy, percebo então que Herdier era seu Pokémon. Vendo aquela cena não sabia nem o que falar. Ele então põe Herdier nos braços e caminhamos até a saída do celeiro, de repente ouvimos uma explosão logo perto, saímos então correndo e vemos uma fumaça vindo de perto da estufa, vamos até lá... Chegando lá vemos novamente Plasmas e uma Roserade na frente da Estufa cuja parecia ter protegido-a, as explosões haviam sido feitas tentando acertar a estufa, mas Roserade as impediu... Os Plasmas estavam com mini canhões em mãos e dispostos a destruir a fazenda toda atrás do seu objetivo.

Dy corre até a Roserade para salvá-la de outro ataque, eu rapidamente puxo uma pokébola...

- Ajude-me Munchlax! * Grito enquanto chamo-o para a luta.

Os plasmas ficam observando...

- Munchlax proteja Roserade e Dy com Protect! * Dou as coordenadas olhando fixamente para os plasmas.

Munchlax tenta protegê-los, mas apenas é acertado no lugar deles... Rapidamente retorno Munchlax. Vou correndo até Dan que me leva para a estufa. Entre algumas grandes plantas ele abre uma porta que levava para um porão, onde ambos entramos, lá ele diz que os Plasmas queriam algo que ele tinha. Vejo então em uma prateleira um Egg... Dy me entrega o ovo para que eu esconda na mochila, o ovo era azul brilhante com uma esfera vermelha no centro... Ponho sem pensar o egg em minha mochila e saímos pelos fundos do porão, saindo assim atrás da casa, atrás dos Plasmas, mas eles nos percebem rapidamente. Entrego minha mochila ao Dy e peço que esconda o ovo, puxo outra pokébola de meu bolso, dessa vez seria Igglybuff.

- Vamos destruir, Igglybuff! * Digo sorrindo ironicamente.

- Que fofinha, será uma pena esmagá-la. * Exclamou uma Plasma que estava ali no local.

- Tem certeza?! De fofo ela só tem a cara... * Respondo encarando-os.

- Vamos ver. Vá Liepard! * Lançou a plasma.


* Batalha.
- Igglybuff vamos dar um gostinho do nosso poder. Inicie com Fire Blast, lançando então uma explosão de fogo que irá criar uma pressão de calor no ar, rapidamente use Psychic e molde com o fogo que está no ar, um véu de fogo, ou melhor, uma saia enorme ao seu redor criando uma proteção, gire-a com seu corpo saltando, usando o vento para flutuar, faça ao máximo o fogo acertar Liepard, por fim uma todo o fogo em uma explosão focada em forma de esfera e jogue.
- Liepard atravesse o fogo com Night Slash, com suas garras consideravelmente afiadas gire em parafuso e use esse movimento para perfurar o fogo, quando então fizer isso, utilize Pursuit e prenda-a com suas garras darks, proibindo o uso do Psychic.

- Liepard seja rápida como sempre e golpeio-o com Fake Out, faça-o recuar perante a nos, depois utilize Sucker Punch e a estapeie com seus punhos cobertos por uma força vital escura.
- Igglybuff proteja-se com Protect, não recue, pois elas não são nada comparado a nos, em seguida dê continuidade com Echoed Voice, como o nome já fala, irá ecoar na cabeça de Liepard e a cada rodada o dano aumentará.

- Bem Igglybuff, continue com o Enchoed Voice com o poder maior, aproveite então as vibrações sonoras e dê um acompanhamento com Fire Blast, assim o fogo será evacuado para todos os lados tendo mais chance de acertar Liepard e também criando uma defesa ao seu dispor.
- Liepard utilize Pursuit, com suas patas unidas use-as como uma flecha para perfurar o corpo de Igglybuff, depois utilize Rain Dance, apague então o fogo.

- Liepard tome a deixa e utilize Giga Impacto enquanto faz manobras aéreas com Aerial Ace, possivelmente você dançará no céu com grande velocidade dando voltas e cortando o ar com um grande impacto focado em seu corpo.
- Igglybuff utilize Sing, com sua bela canção ela irá dormir, aproveite o turno vago e utilize o outro Enchoed Voice com o poder ainda maior, acabando de vez com essa luta.

- Nossa, me impressionou garoto. * Exclamou a plasma retornando Liepard.

- Muito obrigado, mas isso não foi nada. * Respondo convencido.

Os plasmas pensam em reagir, mas antes disso parecem receber um comunicado de seus superiores que ordena que eles retornem. Parecia que tinham outra missão para eles, pois bem, os plasmas desaparecem em um piscar de olhos. Quando eles já estavam longe me lembro então do Dy e vou até ele ver como estava. Vejo que eles estava bem, voltamos então para a fazenda e no meio do caminho pegamos a cesta de amoras e vamos comendo... Ele então, grato, me leva a seu lugar preferido, uma enorme árvore escondida na fazenda, subo até quase o topo, fico em alguns galhos que pareciam uma cama, vejo então o crepúsculo da tarde e acabo caindo no sono...


Última edição por Antoni ;3 em 17th Maio 2013, 12:32, editado 3 vez(es)
avatar
Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulos de treino do Antoni.

Mensagem por Kaay em 16th Maio 2013, 19:11

Válido 5 estrelas.






avatar
Kaay
Treinador Pokémon
Treinador Pokémon

Poke Regras :
Masculino Número de Mensagens : 1600
Idade : 17
Data de inscrição : 18/12/2012

Ficha de Personagem
Insignias Conquistadas :
1/1  (1/1)
Fitas Conquistadas:
1/1  (1/1)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulos de treino do Antoni.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum