Pokémon Rpg Online
Bem vindo ao Pokemon Rpg online!
Se você ja é um jogador faça login.
Se é visitante e quer começar a jogar, registre-se!
Mas se quer ver o forúm primeiro para decidir se entra ou não aperte
"Não exibir mais".
Ah,vote em nós no top Brasil,é de graça!!!

Ass:Rafa Kimura'

Ikita densetsu (Uma lenda...Uma vida)

Ir em baixo

Ikita densetsu (Uma lenda...Uma vida)

Mensagem por Convidado em 30th Julho 2013, 16:32

A alguns dias eu li uma lenda, mas não uma lenda qualquer, na verdade ela conta a história de um passado desse mundo, ou quase, eu sempre achei que metade dela fosse inventada, até que ela de certa forma se tornou verdade...na minha própria vida.

Bem pra que vocês possam me conhecer melhor já vou me apresentar e dar uma introdução do que passei na minha vida. (Eu sei...o chatice...mas não vai ser longa de mais, afinal não tenho muito tempo para contar tudo.)

Meu nome é Yume Yamaken, eu vivo com minhã mãe (Naguisa) e meu irmão (Hideo), meu pai morreu antes de eu nascer, ele era Akinori, servia ao castelo da família real enquanto estava aqui, mas um dia ele simplesmente desapareceu, isso foi antes de eu nascer e logo depois que nasci minha mãe casou-se com Tomoya, o pai de meu irmão para que pudesse me dar um sustento, Tomoya era amigo muito intimo do meu pai, e como perdera a esposa da mesma forma que meu pai (resumindo os dois sumiram do mapa...eu sei no que você está pensando...provavelmente sumiram juntos mas não tem como), já que encontraram o corpo do meu pai quando eu tinha 5 anos ficou provado que eles dois não fugiram juntos.

Quando Fiz 15 anos minha mãe me deu algo que era do meu pai, uma tal de Shikon no Tama, que pela mitologia trás infelicidade para aqueles que ficam com ela quando corrompida, mas quando pura trás a felicidade...até hoje não entendi o propósito da minha mãe com isso.

Agora na atualidade (Finalmente né!)

Eu já tenho 16 anos e meu aniversário será em breve, minha mãe disse que quer que eu conheça uma pessoa em especial nesse dia então fico cada vez mais curiosa. (Não tenho como evitar pensar nisso) Esta manhã eu e meu irmão encontramos um campo aberto, onde não havia ninguém e como curiosos que somos (Acho que ambos puxamos isso da mamãe), fomos dar uma olhada lá e ver se encontrávamos algum tipo de tesouro ou algo assim, mas a única coisa que encontramos foi um poço, nele estava escrito "Poço devorador de ossos".

 - Eu que num chego perto disso! - Disse meu irmão, como é alguns anos mais novo que eu é um pouco medroso. (Isso é típico da nossa mãe)
 - Deixa disso, afinal o que um poço pode fazer? - Digo me aproximando, ao olhar para dentro dele percebi uma força estranha e senti como se alguém me puxasse para dentro dele, comecei a sair do chão e até que enfim caí no poço, a última coisa que ouvi foi meu irmão tentando me chamar.
 - Onee-chan! Onee-chaan! (Nota : Onee-chan = Irmã) - Mas nada adiantou eu continuei caindo...

Continua...


Última edição por Yume InuYasha em 1st Agosto 2013, 21:14, editado 1 vez(es)
avatar
Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ikita densetsu (Uma lenda...Uma vida)

Mensagem por Convidado em 30th Julho 2013, 20:34

Relembrando o último capítulo...

Esta manhã eu e meu irmão encontramos um campo aberto, onde não havia ninguém e como curiosos que somos (Acho que ambos puxamos isso da mamãe), fomos dar uma olhada lá e ver se encontrávamos algum tipo de tesouro ou algo assim, mas a única coisa que encontramos foi um poço, nele estava escrito "Poço devorador de ossos".

 - Eu que num chego perto disso! - Disse meu irmão, como é alguns anos mais novo que eu é um pouco medroso. (Isso é típico da nossa mãe)
 - Deixa disso, afinal o que um poço pode fazer? - Digo me aproximando, ao olhar para dentro dele percebi uma força estranha e senti como se alguém me puxasse para dentro dele, comecei a sair do chão e até que enfim caí no poço, a última coisa que ouvi foi meu irmão tentando me chamar.
 - Onee-chan! Onee-chaan! (Nota : Onee-chan = Irmã) - Mas nada adiantou eu continuei caindo...
------------------------------------------------------------------------------------------------

A primeira coisa que eu pensei foi que eu ia me quebrar no chão e acabar no hospital, mas por algum motivo estranho eu consegui ficar bem, no fim, só senti uma leve dor nas costas na hora que caí mas quando percebi meu irmão não estava mais lá então tentei chama-lo.
 - Hideo! Hideoo! Esse garoto vive com medo de tudo. - Tentei subir o poço mas estava escorregadio então pedi ajuda.
 - Ei tem alguém ai? Por favor, alguém me ajude! - Digo quase gritando, mas ninguém responde, então eu tento novamente subir o poço, quase cai umas 3 vezes mas consegui subir, quando sai do poço percebi uma estranha força novamente, mas dessa vez ela parou do nada, eu percebi diferenças no local, agora não tinha nada no poço, nem mesmo era mais um campo aberto, agora era apenas um poço no meio do mato.
 - Eu heim que estranho, oi, por acaso tem alguém ai? - Digo com as mão em forma de cone para tentar chamar alguém, até que recebo uma resposta.
 - Ei você? Quem é você? - Dizia uma voz atrás de mim, quando me viro, com um pouco de medo percebo alguém preso a uma árvore com uma flecha no peito, como instinto meu já fiquei preocupada com o rapaz que estava lá.
 - Essa não, você está bem? - Pergunto me aproximando.
 - Kikyou, sua idiota porque voltou? - Pergunta irritado.
 - Em primeiro lugar meu nome não é Kikyou e afinal responda você está bem? - Digo chegando mais perto da árvore, parecia um carvalho de tão grande.
 - Meu problema mesmo é não conseguir sair daqui, essa flecha, não faz mal nenhum a mim, agora responde se você não é a Kikyou então quem mais poderia ser? Duas pessoas não poderiam ter o mesmo cheiro. - Diz de forma grosseira.
 - Meu nome é Yume, pra sua informação, e que história é essa de cheiro? Eu tomei banho agora a pouco não tem como eu estar fedendo assim.
 - Não estou falando disso, afinal você é burra ou o que? - Diz grosseiramente de novo.
 - Ora seu... quer saber, se essa flecha não te causa nenhum mal então não precisa de ajuda né, então sayonara, adeus! - Digo dando meia volta com os braços cruzados.
 - Ei espera...você...p-poderia me ajudar...a sair daqui? - Diz meio sem graça.
 - Agora sim, se queria a minha ajuda era só ter pedido. - Digo agora subindo na árvore. - Vem cá como você foi para ai? - Pergunto agora mais perto dele.
 - Não quero falar disso. - Diz virando a  cara em tom grosseiro novamente, eu chego perto dele e coloco a mão na flecha.
 - Se prepara que isso pode doer muito. - Digo já avisando, mas ao tentar fazer força contra a flecha ela simplesmente evaporou da minha mão e então o rapaz começou a pulsar. (Isso mesmo, aquela foi a sensação mais estranha que eu já tive na vida.) Depois ele consegue se soltar da árvore, nós dois descemos e ele vira as costas e vai andando.
 - Ei, espera ai pode ao menos me dizer onde estou, ou qual seu nome.
 - Meu nome é InuYasha, e como assim não sabe onde está? Essa é a floresta do Poço Devorador de Ossos. - Diz ainda andando. - Agora se não se importa, eu preciso ir. - Diz dando um pulo pra cima das árvores.
 - Ei espera um instante! Ele nem esperou eu terminar de falar. - Digo agora me sentindo realmente perdida. Eu comecei a caminhar um pouco encontrei uma vila, lá tinha muita gente mesmo, mas parecia até que eu tinha voltado no tempo, tudo era bem no estilo antigo, até as roupas, mas naquele momento me lembrei do nome do rapaz.
" - Meu nome é InuYasha..." - Mas não poderia ser verdade, InuYasha é só uma lenda, uma lenda que eu li no colégio ontem, naquela hora eu percebi que só poderia estar sonhando...

Continua...
avatar
Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ikita densetsu (Uma lenda...Uma vida)

Mensagem por Convidado em 1st Agosto 2013, 11:35

Relembrando o último capítulo...


agora me sentindo realmente perdida. Eu comecei a caminhar um pouco encontrei uma vila, lá tinha muita gente mesmo, mas parecia até que eu tinha voltado no tempo, tudo era bem no estilo antigo, até as roupas, mas naquele momento me lembrei do nome do rapaz.
" - Meu nome é InuYasha..." - Mas não poderia ser verdade, InuYasha é só uma lenda, uma lenda que eu li no colégio ontem, naquela hora eu percebi que só poderia estar sonhando...
________________________________________________________________________________________________
_________________________


Eu entrei na vila meio desconfortável e ainda pensando no no nome do rapaz, afinal porque ele teria o nome de uma lenda? A não ser que a mãe dele gostasse do nome não teria outra explicação que não seria eu estivar sonhando. Ao me aproximar muitos começam a olhar para mim, acho que pelo jeito de me vestir talvez eu chamasse atenção deles.


(Nota: as roupas usadas por mim naquele dia eram: uma camiseta camuflada com um short jeans e um colete, mais uma mochila que sempre carrego comigo e o colar com a Shikon no Tama.)

Fiquei com um pouco de vergonha por isso, mas a coisa piorou quando todos se aproximaram, só conseguia ouvir as pessoas falando que eu era estranha e parecida com uma pessoa que morreu a quase 50 anos, não sabia se aquilo era um elogio ou então alguma brincadeira, uma senhora abre caminho dentre todos e quando me vê leva um susto e arregala os olhos.
 - Y-Yume? Como você chegou aqui sem a sua mãe? - Pergunta ela, mas mesmo assim eu só ficava cada vez mais confusa. - Venha comigo, preciso conversar com você. - Diz ela me puxando pelo braço e me leva até um templo em cima de uma colina.
 - "Quem é essa senhora e como ela sabe quem sou eu e o que ela sabe da minha mãe??" - Isso não saia da minha cabeça. ao entrar no templo a senhora me chama para uma sala separada e me faz sentar em frente a ela, ela pensa por alguns minutos e quando eu já estou quase dormindo ela volta a falar.
 - Yume Yamaken, você está com a Shikon no Tama? A sua mãe te deu ela não foi?
 - S-Sim, mas porque quer saber disso?
 - Bem, ela não devia ter feito isso antes dos seus 18 anos, e você achou o poço agora não sei quando poderá voltar.
 - P-Perai, quer dizer que eu não posso voltar pra casa?
 - Eu não disse isso, mas sim, por enquanto não poderá voltar, talvez você ache que isso é um sonho ou pegadinha mas não é você está na Era de Guerras Civis do Japão.
 - Ta bom eu sei que estou sonhando.
 - Não está, agora preste atenção, por acaso você encontrou com alguém quando chegou aqui?
 - Só um tal de InuYasha, mas pra mim o nome dele não é esse afinal, InuYasha é só uma lenda.
 - No seu tempo pode até ser mas aqui ele ainda vive, essa não, você tirou a flecha não é? Agora você está em um perigo maior do que pensei.
 - Espera ai você estava me seguindo ou algo assim?
 - Não mas posso prever certas coisas, e tenho a impressão de que InuYasha logo voltara para pegar a Shikon no Tama.
 - Mas o que tem isso, é só uma pedra que minha mãe me deu, no fim não pode fazer nada.
 - Isso é o que você pensa, eu já sei que no seu tempo não existem mais Youkais, mas ainda existem Hanyous, InuYasha é um Hanyou e se ele voltar com certeza tentará tirar o poder da Shikon a força, mas se até lá você aprender a controlar o poder dela, poderá se defender sozinha.
 - Opa, perai senhora, eu preciso mesmo é voltar pra casa, afinal esse senho já se estendeu de mais.
 - Tudo bem, mas essa sua roupa não vai te proteger em nada, tome, pegue isso, era da minha falecida irmã, talvez sirva em você.
 - Obrigado. - Ela me leva a um outro quarto onde posso trocar de roupa, lá eu visto a roupa que ela me deu e depois coloco a Shikon no Tama no pescoço escondida na roupa. Depois de sair de lá a senhora parecia feliz com a minha aparência.

(Nota: A roupa que ela me deu era: Um tipo de jaqueta com mangas bem compridas e uma calça vermelha no estilo boca de sino, a roupa era parecida com a da senhora.)

 - Agora sim tenho certeza...você é a reencarnação da minha irmã...Kikyou.
 - Kikyou, foi o nome que o InuYasha se referiu a mim primeiro.
 - É porque você é parecida com ela, agora acho que é uma boa hora pra te contar o porque de estar aqui...

Continua...
avatar
Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ikita densetsu (Uma lenda...Uma vida)

Mensagem por Convidado em 1st Agosto 2013, 17:52

Relembrando o último capítulo...


 - Agora sim tenho certeza...você é a reencarnação da minha irmã...Kikyou.
 - Kikyou, foi o nome que o InuYasha se referiu a mim primeiro.
 - É porque você é parecida com ela, agora acho que é uma boa hora pra te contar o porque de estar aqui...
__________________________________________________________________________________________________


Se eu era mesmo parecida com essa Kikyou eu não sabia, mas tinha certeza de uma coisa, foi ela quem prendeu o InuYasha naquela árvore, se não fosse ele não teria me chamado assim.
 - Sabe Yume, você devia descansar um pouco, requer muita energia atravessar o poço, se quiser dormir, fique naquele quarto, eu vou indo, tenho que resolver umas coisas, e cuidar da sua proteção.
 - Mas porque da minha proteção?
 - Não entendeu ainda, você está cercada de youkais aqui, assim que eles encontrarem o brilho da Shikon no tama, você terá que fugir, mas posso prolongar isso por enquanto.
 - Bem, obrigada então. - Assim que termino de falar a senhora sai do templo e eu vou deitar um pouco estava realmente cansada, acabo acordando no outro dia de manhã, realmente não pensei que pudesse dormir tanto. Assim que saio do templo encontro um monte de gente rodeando por lá e do nada começam a me olhar e falr as coisas mais estranhas possíveis.
 - Ei olhem lá é a garota que veio nos proteger.
 - Assim como dito na profecia da Kaede-sama. - Acho que aquela senhora tinha espalhado alguma coisa sobre mim, sem eu saber. Depois que vou até onde a senhora estava ela me recebe com um sorriso.
 - Ah Yume que bom que acordou, não se preocupe com eles, é que como você é a reencarnação da minha irmã todos acham que você tem os mesmos poderes dela, o problema mesmo é que...
 - Na verdade...você não me contou que ela tinha poderes.
 - Eu esqueci de mencionar isso, na verdade ela curava, trazia comida e protegia a vila.
 - Mas é o mesmo que eu faço lá em casa, parece até que vou cuidar do meu irmão.
 - Que bom, então já está acostumada a cuidar de outros que dependem de você não é? Bem, mas não é hora pra isso, preciso te ensinar algumas coisas. - A senhora que na verdade é Kaede-sama me levou até uma montanha e lá pediu que eu meditasse com ela.


Passam 5 dias...


Já faz muito tempo desde que cheguei aqui, não tenho mais a impressão de que é apenas um sonho, eu tenho certeza de que estou presa aqui, tento voltar pra casa pelo mesmo poço mas toda vez que caio nele só sinto uma bruta dor nas costas e não consigo voltar, Kaede-sama diz que ainda não é a hora de voltar por isso ainda não voltei pra casa, mas o que me deixa com mais medo, é que Kaede-sama me disse que em pouco tempo youkais de todos os tipos virão atrás de mim, eu conheço hanyous, que ainda viveram na minha época, mas youkai seria sua forma evoluída e completa. Hoje cedo eu sai para dar uma volta e acabei encontrando a mesma árvore onde encontre com aquele tal de InuYasha e fiquei pensando o que teria acontecido com ele, na verdade eu estou até preocupada, ele parecia forte mas ingenuo, como alguém que não sabe se cuidar. Mas toda vez eu acabo pensando em meu pai, quando estou caminhando por esse lugar é como se sentisse meu pai por perto de mim, só queria saber como e quem ele era de verdade, vê-lo com meus próprios olhos, minha mãe dizia que ele era uma pessoa boa, mas nunca me disse se ele era humano ou um hanyou, poderia até mesmo ser um youkai, afinal eu nunca vi o corpo dele.
 - Yume! - Eu escutei a Kaede-sama gritar pelo meu nome. - Yume fuja daqui, volte ao poço, tente voltar pra casa.
 - M-Mas o que está acontecendo?
 - Um youkai cobra atacou a vila, você precisa sair daqui antes que outros te encontrem.
 - Não eu não posso deixar vocês aqui. Vão acabar morrendo por minha causa.
 - O youkai não pode pegar a Shikon no Tama, se não seus poderes irão aumentar grandemente, você não pode ficar com a Shikon por aqui. - Eu sabia que a Kaede-sama queria me proteger, mas não podia deixar outros morrerem por isso. Eu vi que a Kaede-sama estava com um arco e flechas eu os tirei das mãos dela e sai correndo em direção a vila...


Continua...
avatar
Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ikita densetsu (Uma lenda...Uma vida)

Mensagem por Convidado em 1st Agosto 2013, 21:10

Relembrando o último capítulo...

  - O youkai não pode pegar a Shikon no Tama, se não seus poderes irão aumentar grandemente, você não pode ficar com a Shikon por aqui. - Eu sabia que a Kaede-sama queria me proteger, mas não podia deixar outros morrerem por isso. Eu vi que a Kaede-sama estava com um arco e flechas eu os tirei das mãos dela e sai correndo em direção a vila...


____________________________________________________________________________________________________


Apesar de ter chagado ali a poucos dias, eu aprendi a usar o arco e flecha para me defender, então eu tinha que aproveitar isso pra proteger os outros também, não vou deixar todos morrerem assim. Eu me aproximei da vila e já encontrei com o youkai, ele era da altura das árvores, mas ainda assim tinha uma força enorme, seria difícil segurar aquela cobra gigante. Do nada ela olho pra mim e começou a vir na minha direção, acho que ele viu o brilho da Shikon no Tama, eu tentei me distanciar um pouco, mas por causa da Shikon o youkai não parava de me perseguir, então aproveitei a pouca distancia que tinha e preparei o arco e a flecha, a mira foi muito fraca mas acertou o youkai, o problema é que ele não tinha resistência fraca, ele voltou a me atacar, eu tentei pegar outra flecha enquanto corria mas tropecei e todas elas se distanciaram de mim, eu me levantei, peguei uma e mirei novamente, dessa vez com mais precisão a flecha é lançada e assim que atinge o youkai ela começa a brilhar.
 - Acha mesmo que só isso será suficiente para me matar. Tola, não sabe com quem se meteu agora. - Dizia o youkai, eu peguei outra flecha e atirei novamente, mas era a minha última chance, a flecha não causou nenhum dano ao youkai. - Você não tem respeito pelos mais fortes, então acho que você poderá servir como meu almoço! - Diz novamente vindo para cima de mim, eu comecei a correr, cada vez mais, e um medo se criou dentro de mim, eu pensei que realmente morreria num momento desse, e pra piorar eu tinha que tropeçar de novo, caí com tudo dessa vez, minha primeira reação foi fechar os olhos e esconder meu rosto com o braço esquerdo, mas algo inesperado aconteceu, quando pensei que o youkai iria me matar eu ouvi alguém gritar.
- Sankon Tesou! (Garras Retalhadoras de Alma) - Quando olhei para onde veio o grito, vi alguém, de longe não conseguia distinguir bem quem era, mas só vi um ponto vermelho, e quando olhei bem o youkai estava bem ferido.
 - Tolo, como ousa me atacar. - Diz o youkai atacando novamente a pessoa a minha frente, quando olhei melhor minha mente estava lutando consigo mesma em pensamentos.
"Não, não pode ser...não tem como ser ele...afinal ele sumiu e não...não pode ser ele...InuYasha?!" - Era o que sempre vinha em minha mente, não tinha como saber porque o youkai e ele estavam longe de mim, eu tentei me aproximar mas a Kaede-sama apareceu e me segurou ali, então acabei por assistir o possível InuYasha destruir o youkai que em mais 3 ataques acabou em pedaços, quando me dei conta do que aconteceu percebi que era mesmo o InuYasha que foi até lá, ele se aproximou de mim e da Kaede-sama.
 - Porque ele queria te matar? - Perguntou me encarando de cara amarrada, eu realmente não sabia também mas acabei não falando nada, ainda mais quando a Kaede-sama saiu de perto de mim e foi correndo para a direção do templo. - Ei, responde! - Dizia agora com mais raiva do que antes.
 - E-Eu lá vou saber disso! Esse bicho me viu e simplesmente me atacou, mas...como você chegou aqui?
 - Como se andar fosse a coisa mais difícil do mundo. Escuta, eu ouvi dizer que a Shikon no Tama foi vista aqui, se me entregar ela, nada de ruim vai acontecer. - Continua com a cara de raiva.
 - A Shikon...no Tama?! "Então foi isso que ele veio fazer aqui, veio apenas para pegar a Shikon e desaparecer com um poder imenso, talvez maior do que o que tinha o youkai que ele matou." - Minha cabeça não parava de pensar, não sabia o propósito dele com a Shikon, não podia entregar a ele nem podia mentir.
 - Me diga logo, onde está a Shikon no Tama!
 - N-Não vou entregar ela a você! - Digo sem pensar duas vezes.
 - Então ela está com você...é uma pena mesmo, mas acho que vou ter que arrancar ela de você! - Depois disso de longe ouço a voz da Kaede-sama.
 - InuYasha nem pense nisso! - Depois ela se aproxima e com um colar estranho nas mãos ela de certa forma, que eu achei bem estranha pra ser sincera, ela fez o colar ir pro pescoço dele. - Yume, repita o que eu disser. Osuwari!
 - Osuwari?! - Na mesma hora o colar da um leve brilho e faz com que InuYasha caia no chão.
 - Ei o que pensa que está fazendo? ´- Diz se levantando de novo.
 - Eu só disse o que ela pediu pra falar,é osuwari né? - Digo olhando pra Kaede-sama e novamente InuYasha vai ao chão. - Hã? Opa foi sem querer gomen, gomen. (Nota: Gomen gomen= Desculpa)


Continua...
avatar
Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ikita densetsu (Uma lenda...Uma vida)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum