Pokémon Rpg Online
Bem vindo ao Pokemon Rpg online!
Se você ja é um jogador faça login.
Se é visitante e quer começar a jogar, registre-se!
Mas se quer ver o forúm primeiro para decidir se entra ou não aperte
"Não exibir mais".
Ah,vote em nós no top Brasil,é de graça!!!

Ass:Rafa Kimura'

1o route, Yuno Onigawa.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

1o route, Yuno Onigawa.

Mensagem por Yuno Onigawa em 4th Janeiro 2015, 20:21

FIRST ROUTE, BABY!
Mama told me not to waste my life
I want to fly can you take me far away, give me a star to reach for tell me what it takes. And I'll go so high I'll go so high, my feet won't touch the ground



O ar puro inalado de forma inesperada deu uma leve coceira na ponta do nariz de Yuno, que remexeu o rosto arredondado uma sequência de vezes antes de se dar por satisfeita, espirrando absurdamente com o conglomerado de polén que dançava no ar, parecendo bailar ao redor de um único feixe de luz que trespassava a copa das arbóreas.

Com a respiração já calma e o corpo estabelecido no topo de uma árvore grande o suficiente para dar uma visão ampla da área, Onigawa crispou o semblante, adotando um leve descontentamento na face. Tendo noção de qual direção deveria seguir à contragosto. Turtwig no sopé da árvore parecia remexer-se em incontáveis vezes, o que não era algo de extrema dificuldade com seu corpinho pequeno e robusto.

Pela primeira vez na vida, Yuno Onigawa, estava sozinha e preparada para o futuro. Em longas passadas a trilha parecia ínfima para o desejo de capturar e aprender mais com os pokémons selvagens, em ênfase os de terra e aquáticos. Nenhuma aula particular ou colégio ensinaria tudo o que o mundo afora poderia mostrar. Há vários dias preparava-se psicologicamente para tudo que poderia vir a acontecer, mas com grande satisfação que a busca de seu pequeno Turt ocorreu sem grandes delongas, recobrando a energia e força de vontade em Onigawa, que traçava sua rota com paixão.




DADOS DA PERSONAGEM.

Descrição física <~> De íris em um tom esdruxulo, Yuno passa por todos os locais chamando atenção, piscando os belos olhinhos púrpura perolados de longos cílios negros. Os cabelos longos e macios adornam com perfeição a face corada e maquilada da garota, deixando-a mais bonita. Morena e de belos lábios, Yuno possui o corpanzil suave e de curvas bem atribuídas em seus 1,69cm de altura. As coxas grossas e roliças lhe caem perfeitamente, fazendo par com o busto avantajado. Nunca se trajou de forma chique e muito menos glamourosa, usando roupas gastas e por muitas vezes remendadas ou de porte masculino, que ficavam largas demais em seu corpo curvilíneo e delgado.


Personalidade <~> De poucos amigos, Yuno encontra nos livros a satisfação que poucas pessoas conseguem lhe dar. Afastando-se e mantendo a lingua afiada para com todos, usa de pequenas artimanhas como o fato de ser uma esplendida filha para se safar de diversas confusões que cria por onde passa, culpando os outros ao redor. Aprendeu de forma precoce que muitas vezes é melhor usar uma máscara do que colocar a face a tapa, consequentemente, possui poucos amigos ou entes queridos, exceto sua mãe. Extremamente controladora e teimosa, Yuno tenta manter as pessoas ao seu redor sobre seu domínio total, não importando de que artifícios precisa usar para conseguir o que quer. Em suma, é uma garota tranquila e desleixada, mas se transforma ao se ver em situações de perigo.

Biografia <~> Oriunda de Celadon, Kanto, mudou-se muito nova para Sinnoh, com sua mãe, que é uma das criadoras pokémon mais bem-sucedida dos tempos atuais. Desde pequena possui a habilidade de cativar as criaturas ao redor, desde Caterpies à Mamoswines. Sempre ajudou a progenitora no trabalho, acabando assim a se encantar por todos os pokémons, principalmente à seção reservada aos tipo grama. Nunca fora muito sociável, desde o colégio, porém atraía olhares por onde passava, as pessoas esperavam de mais de si, todos queriam saber se a jovem Yuno Onigawa se tornaria tão bela, cobiçada ou famosa em sua profissão quanto a mãe. Filha única, teve todo o mimo possível por parte de sua família -avós, mãe e tios-, que não mediram esforços para sempre dar tudo que a garota precisava. Yuno sonha em ser uma criadora pokémon, expandir o negócio da família e levar a marca Onigawa para todos os continentes. Ao completar onze anos viu que já era sua hora de começar a descobrir o mundo. Com uma mochila nas costas, e um pokémon inicial imigrou para locais mais afastados de Sinnoh, em busca de novas experiencias.

Região de Início: [x] Sinnoh


Thanks Tess


Última edição por Yuno Onigawa em 31st Janeiro 2015, 22:48, editado 2 vez(es)
avatar
Yuno Onigawa
Criador Pokémon
Criador Pokémon

Poke Regras :
Feminino Número de Mensagens : 41
Idade : 16
Localização : O pé na estrada eu vou botar (8)
Humor : TESTAndo
Data de inscrição : 03/06/2014

Ficha de Personagem
Insignias Conquistadas :
1/1  (1/1)
Fitas Conquistadas:
1/1  (1/1)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1o route, Yuno Onigawa.

Mensagem por Yuno Onigawa em 30th Janeiro 2015, 23:53




#CapturaAzurill



O tempo úmido passava uma sensação aterradora para a garota que subia a montanha lentamente, os ventos que atingiam o corpanzil da morena deixava tudo mais difícil. Sentia uma forte vontade de desistir e, descer tudo novamente. Pouco lembrava o motivo de estar ali. Sinceramente, ouvir as lamúrias de um homem louco, sentando na marquise da calçada, uma garrafa de qualquer tipo de bebida nunca vista por Yuno, era sem dúvida alguma, uma total maluquice. E uma Onigawa não era dada a maluquices, jamais. Entretanto, olhando-se agora, percebia nitidamente todas as vezes que sua avó dizia que havia puxado não só a ela, como a seu pai. Se o coroa estivesse vivo, talvez pudesse ensinar todo o mapa de Sinnoh. Em um murmuro languido cruzou os braços defronte o busto, perpassando as mãozinhas do ombro ao antebraço, em uma tentativa falha de se esquentar.

A criaturinha em seu encalço murmurava qualquer coisa, repetindo em sequências tediosas sua própria espécie. Fazia exatos dois dias que a dupla saiu da cidade natal para encarar o dilema que é ser um treinador, mas, de certa forma já estavam preparados para isso e, não foi tão difícil se acostumar a dormir na floresta em acampamentos improvisados ou não ter papel higiênico. Algo que a garota se culpava e muito, a mãe havia dito para levar coisas básicas. Porém, quando pensou em coisas básicas só veio a mente: escova de dente, pasta e só.

Mantinha o passo lento e ritmado, galgando até o topo da montanha, esperava com furor que houvesse realmente todos os pokémons majestosos que o velho ditara. Inesperadamente o sol saiu de trás das nuvens escuras, aquecendo a garota e ao seu pokemon instintivamente. Assim como a luz solar esquentou a ambos, os raios reluziram de encontro a uma saliência enorme na montanha. Era uma pequena laguna que residia quase no cume, lar de pokémons water e alguns leaf que a morena de olhos púrpura amava.

Esquadrinhou toda a área com a olhar inquisitivo, se aproximando do lago da forma mais amena possível. Uma pequena criaturinha -talvez menor que Turtwig- repousava sobre uma pedra a poucos metros, com o cauda a balançar no ar. Fisgou a pokédex estilizada de rosa do bolso, mirando na bolinha azulada. Na mesma hora a máquina apitou, dando as informações necessárias do pokémon.



Azurill. Pokémon do tipo fairy/normal.

Suas evoluções são: Marill e Azumarill, ambos fairy/water.

Possui defesas fortes contra ghost e dragon, tendo desvantagem contra poison e steel.



No exato momento que a pokédex emitiu a voz mecanizada a bola azulada silvou sobre a pedra, erguendo-se e focando o olhar sobre a garota e seu Turtwig. O baixinho esverdeado ao lado da criadora imitou os movimentos do Azurill, postando-se em pose de luta, o que seria um tanto cômico se não fosse a periculosidade do momento. Um sorriso languido adornou os lábios de Onigawa, que proferiu em voz alta:

- Uma bela aquisição para nós, não é, Turt? - Molhou o lábio inferior com a ponta da língua rósea, vendo o azulado se aprumar. Amava pokémons aquáticos, e não acreditava que de cara encontrou o seu favorito, apesar de não ser um Marill. A bola de tons azuis glorou, entreabrindo os lábios e dispersando bubbles no ar, que seguiam na direção da dupla. - Merda, Turtwig saia da frente!



  vs    


Pulou em conjunto, saindo da trajetória do ataque. Esperou até que estourassem longe, respirando ruidosamente com a adrenalina correndo nas veias. Como uma coisinha tão pequena podia ser tão hostil? Não havia feito nada! Nem um mísero golpe até agora! Como eram contraditórias essas criaturinhas selvagens e fofas de nascença.

- Turtwig, use Razor Leaf, mire bem antes de atacar! - As herbáceas no topo da cabeça do pokémon começaram a remexer, liberando folhas em meia-lua, afiadas o suficiente para cortar e estraçalhar. Azurill gingou no ar, tomando impulso a partir da própria cauda em que se se equilibrava, mergulhando na água. Em meio a imersão, desapareceu da vista de Yuno. O desânimo abateu-se sobre a dupla, que instintivamente ficou torpe. - Maravilha. Vamos procurar outro. - Ditou com sarcasmo, olhando furiosamente para o lago.

Suspirou, cruzando os braços. O dia não estava tão bom quanto imaginou, entretanto, em meio as lamúrias, viu o Azurill saltar da água, feito um peixe comum. Os lábios, novamente, abertos, projetou o que seria um jato d'água contra Turtwig. (Water Gun)

- Turt, saia da reta. - Olhou ao redor, vendo o pokémon grama desviar da água. Se arrastasse Azurill à dois metros de distância da laguna, deixaria-o preso entre as rochas. - Turtwig, venha pra cá.

Iniciou uma corrida para a direita, fazendo o azulado girar em 180°.

Azurill em uma agilidade fora do normal, se colocou em uma corrida disparada. A cauda arredondada no ar, indo em direção de Turtwig. Sem pensar muito, Onigawa gritou:

- Withdraw! - O pokémon se entocou dentro do casco, fazendo com que o golpe do azulado fosse infrutífero, cambaleando para trás, se afastando da carapaça ao efetuá-lo. - Turt, use Leech Seed!

Do topo de suas gramíneas, uma pequena semente foi lançada, seguida de mais três, o azulado se movia, mas duas pousaram perfeitamente sobre o pequeno corpo de Azurill. Serpenteando ao redor do fairy, foram adquirindo um brilho próprio, deixando o inimigo esgotado aos poucos. Contudo, ainda foi capaz de escancarar a boca, projetando uma sequência de bolhas d'água grandes e rápidas o suficiente para fazer um estrago.

- Oh, shit! Turtwig, use Razor Leaf! - Dito e feito, as folhas foram de encontro as Bubbles Beam, estourando-as como bolhas de sabão comuns. Com o sol em zênite, o brilho dispersado pelas gotículas no ar, deixou um toque mágico no ar. Mas, o estado de Azurill não era nem um pouco maravilhoso. As folhas navalhas que ultrapassaram as bubbles, chegaram ao pequenino, atingindo-o em cheio.

Estava nocauteado no chão.

Tomando golfadas de ar, Yuno apoiou as mãos nos joelhos. Foi cansativo por demais. Assim como a criadora, Turtwig não parecia tão bem assim, estava abatido, mas a alegria de ter conseguido ganhar sua primeira batalha foi um tanto quanto incrível. Aproveitando a situação, Onigawa usurpou uma das cápsulas rubras no bolso do shorts, lançando-o contra Azurill. Um brilho avermelhado adornou o corpanzil do pequenino, a pokébola brilhando em vermelho em meio a tentativa de captura.

Cinco vezes o centro da esfera piscou, não regressando com o pokémon. Estava capturado.



♔♔



Foi na descida da montanha que Yuno Onigawa percebeu o quão louca era, havia subido tudo aquilo para pegar um Azurill! Mas havia valido a pena, o pequeno tinha garra. Com o coração apertadinho pelo próprio feito, rumou para o Centro Pokémon mais próximo, deixando-os aos cuidados da enfermeira Joy, que gratificou a criadora pela conquista.


Spoiler:
Não sei se posso fazer isso por aqui, mas anyway.
É liberado a captura de egg's?
Posso batalhar com raros, é claro, sem capturá-los?
E como funfa a evolução do Azurill pra Marill? q
Tanks desde já.



avatar
Yuno Onigawa
Criador Pokémon
Criador Pokémon

Poke Regras :
Feminino Número de Mensagens : 41
Idade : 16
Localização : O pé na estrada eu vou botar (8)
Humor : TESTAndo
Data de inscrição : 03/06/2014

Ficha de Personagem
Insignias Conquistadas :
1/1  (1/1)
Fitas Conquistadas:
1/1  (1/1)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1o route, Yuno Onigawa.

Mensagem por Akira' em 31st Janeiro 2015, 11:56

Gostei muito do seu texto, faz tempo que não aparece alguém que escreve bem assim aqui. Mesmo assim gostaria de pedir para destacar um para destacar os ataques do oponente uma vez ou outra, para o avaliador saber que movimentos foram usados (É algo meio opcional, mas ajuda).

Quanto a suas dúvidas, irei separar por números.

01 - Não. Visto que ainda não temos (Nem sei se terá) uma Incubadora para chocar Eggs, porém pode citá-los de alguma forma em jornada, como o Pokémon nascendo ou algo semelhante.

02 - Sim. Você é livre para fazer o que quiser em sua Jornada, podendo criar histórias do modo que quiser, desde que sigam as regras básicas das funções.

03 - Azurill evolui por felicidade, então basta você dizer em algum momento que ele ficou feliz por algum motivo dentro da história e em seguida evoluiu.

Boa
avatar
Akira'
Administrador
Administrador

Poke Regras :
Masculino Número de Mensagens : 486
Idade : 18
Data de inscrição : 22/03/2014

Ficha de Personagem
Insignias Conquistadas :
0/48  (0/48)
Fitas Conquistadas:
0/5  (0/5)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1o route, Yuno Onigawa.

Mensagem por Yuno Onigawa em 31st Janeiro 2015, 18:41




#Captura&Evolução



Os olhares bipartidos, maxilares trincados, a tensão pairando sobre o momento. Ruídos e estalares de língua nos lábios a reverberar no ar, a cauda perscrutando rasteiramente no chão em uníssono aos farfalhares. Yuno ergueu os braços para o céu. Estava possessa. Há dias havia capturado um Azurill, uma pequena criaturinha, fofinhas e de faceta bela. O que não imaginava era o quão terrível aquela coisa era.

Dois dias inteiros em meio a uma guerra fria. Turtwig não aceitava o fato de que o aquático que tinha acabado de subir no ônibus quisesse ir direto para a janela. Era uma briga para saber a complacência de quem seria o dominante. O limite de paciência da criadora já era tão térreo, agora com isso, estava em underground.

- Já chega, merda! Chega de confusão por qualquer coisa boba. - Proferiu estridentemente, serpenteando os braços ao redor da cintura. Ambos os pokémons direcionaram o olhar para Onigawa, os olhinhos semicerrados em pura descrença, Azurill, talvez, em desdém. - Ok, eu juntei os dois, mas não sabia que eram esses demônios juntos!

Pendeu a cabeça sobre o ombro, antes de girar nos calcanhares. Que se dane, com o tempo iriam conviver bem.



♔♔



Embrenhando-se entre a floresta, distinguiu uma dezena de espécies que adoraria parar e estudar cada um, mas já possuía um planejamento para o dia. Para semanas, na verdade.

O dia estava quente, nada parecido com o anterior. O suor empapava a roupa de Yuno, deixando o êxodo ainda mais difícil, permitindo que o estado torpe em meio ao cansaço se alastrasse. O sol a pico, completando o zênite no céu. Esvencilhou-se da mochila, dispersando as passadas rápidas sobre o solo que começava a se tornar arenoso.

Após passar no Centro Pokémon, horas antes, dirigiu-se para outro caminho. Trajando roupas leves, mochila na costas e duas coisinhas chatas em seu encalço. Parava por poucos minutos, tempo o suficiente para alimentar ao grupo.

- Uh, aqui é meio assustador, não é? - Suspirou languidamente, desistindo de tentar saber onde estava, e parando para pegar o mapa na mochila. Segurou firmemente o objeto, tendo em mente que era apenas uma passagem para chegar a floresta temperada mais próxima. - Vamos, pequenos.

Até os pokémons pareciam ressabiados, olhando de um lado para o outro  em busca de qualquer som proveniente de alguma criatura. A medida que o tempo passava, Onigawa ficou mais tranquila. A memória assemelhando-se com o terreno. Sons guturais iniciaram-se, repercutindo pela região.

Era a segunda vez que se perdia, mas era a primeira que sabia exatamente onde estava, por puro acaso. O solo arenoso, quase chegando a rachar. O gosto ressequido no ar. Adaptando a visão com o sol que conotava com a areia, percebeu perfeitamente do que se tratava.

Local de pokémons ground.



♔♔



Respingos de suor quebravam a secura que eram as roupas de Yuno. Sabia que seus dois pestinhas eram terríveis, mas agora ir mexer com um monte de Hippopotas? Já era de mais. No exato momento em que viu a situação se desenrolar diante de seus olhos, recepcionou Azurill para a pokébola, correndo com Turtwig em seu encalço. Já tinha se passado vinte minutos após isso, não existia qualquer chance deles terem achado o grupo, tinha despistado.

Liberou Azurill da pokébola, colocando as mãos sobre a cintura.

- Qual é a merda do problema de vocês?! Não sabem que é perigoso? E se fossem hippowdons?! Que merda... - Gritava a céu aberto, estando em uma clareira no centro de um simulacro de bosque. Estava ensandecida. - Talvez seja melhor... Voltarmos para a montanha e te deix-...

Não teve a menor possibilidade de continuar a falar, um solitário hippopotas estava ao lado de Onigawa. Bufava, deixando resquícios de saliva saírem por sua boca enorme.

- Ótimo. Ferrou tudo. - Murmurou, já tendo em mente que vários outros chegariam. Mas não chegaram. - Ok, é apenas um, não é grande coisa e...



     vs      


Seguindo o mesmo roteiro, de maneira clichê, o pokémon ground fixou as patas dianteiras no solo, retirando-as com força. Uma quantidade excessiva de areia foi em direção de Azurill, que por reflexo, usou a cauda para saltar alguns metros para cima.

- Qual foi?! Seus pais não te ensinaram boa educação? - Gritou, trincando os dentes. E novamente o grandalhão jogou areia no azulado, que retornou a saltar. - Agora já chega, Lazuli, use Bubbles na frente dele.

O aquático saltou, entreabrindo os lábios finos e liberando uma sequência de bolhas que atingiu as patas dianteiras do Hippopotas, que com o estouro foi enviado a alguns metros de distância, em um baque surdo. O dano esperado não foi eficaz, já que o oponente se ergou, cravando as patas novamente no solo, com força. Uma fissura se entreabriu na reta do Azurill. (Fissure)

- Laz, salte para a direita! - O pokémon se jogou no ar, caindo sobre um monte de terra. - Water Gun, baby! Mire bem no rosto!

Antes que o pequenino pudesse fazer algo, Hippopotas veio com toda a força, chocando-se contra o corpanzil do azulado, que com a porrada foi lançado contra a árvore mais próxima. Contudo, o oponente também pareceu fatigado após o ato.

- Vamos, Azu. LEVANTA! - Berrou, tentando incentivar o pokémon. Azurill se ergueu, sacolejando-se por inteiro. Sem que a criadora precisasse mandar, escancarou a boca em um salto, enviando um jato d'água com força mediana contra o ground. (Water Gun)

Hippopotas recebeu o ataque, caindo sentado sobre o solo.

- Isso! Azurill, use Bubblebeam! - Tentou, saltando novamente pronto para o golpe, mas o pokémon selvagem foi mais rápido, liberando uma grande quantidade de areia, que envolveu a estrutura corporal do aquático. Sem uma visão ampla do que estava ocorrendo com Lazuli, Yuno tentou se aproximar, mas poderia ser arriscado e Turtwig havia impedido. Era uma luta apenas de Azurill. - Vamos, menino, você consegue sair. Vamos.

Torcia, fechando o punho com tanta força que os nós dos dedos começavam a tomar a cor esbranquiçada. A poeira começava a abaixar, o ataque estava perdendo a eficacia. E surpreendendo a tudo e a todos, Azurill saltou, tendo o corpo molhado com areia colada em cada canto. (Water Sport)

- ISSO! Aê! - Estava a ponto de pular de alegria, se não soubesse que tinha uma batalha para concretizar. - Lazuli, Bubblebeam!

Desta vez, parecia que Hippopotas estava tão ou mais encantado quanto Onigawa, que parecia inerte em meio a clareira. O golpe foi em cheio, atingindo desde a face ao lombo do pokémon. Do lábio do aquático, bolhas maiores e em maior quantidade era condensado.

O oponente ao ver que estava em um nível crítico, colocou-se a cavar rapidamente o solo arenoso. Enfiando-se no buraco com uma rapidez fora do normal.

- Acho que ele fugiu... - Coçou a nuca, tendo um sorriso de orelha a orelha nos lábios róseos.

Regressando do Dig, Hippopotas atingiu por baixo o corpo miúdo de Azurill de baixo, lançando o pokémon no ar, que por ter sido pego desprevenido, caiu torto no chão. Onigawa sabia que tipos ground's tinham aquela habilidade, mas não imaginou que o Hippo faria.

- Ah, sua peste. Você nos paga! Lazuli, levanta! Use Bounce! - O aquático lançou-se no ar com auxílio da cauda, caindo sobre o que seria a coluna vertebral do oponente, que com o peso contido no ato, caiu no chão. - Isso! Azurill, agora use Bubbles!

Repetindo os movimentos iniciais, o pequenino abriu a boca e liberou uma rajada de bolhas, que ao chocar-se contra o Hippopotas, desmaiou-o.

- Até que enfim, achei que essa criatura nunca iria apagar! - Limpou o suor da testa com a manga da camisa, pensando no que poderia fazer no momento. Em meio a comoção, mergulhou a mão no bolso do shorts, tomando posse de uma das esferas monocromáticas.

Lançando-a contra o pokémon ground, não percebeu o que ocorria ao seu redor. A pokébola ao atingir o grandalhão, piscou uma sequência de vezes, antes de se firmar. Catching.



♔♔



Enquanto Yuno capturava o Hippopotas, Azurill sentou-s ao lado de Turtwig. A criaturinha se sentia estranha, sendo um leve tremor a aderir-se em seu corpo. Estava tão feliz por ter ganho, viu o orgulho no olhar da criadora. Até mesmo o rabugento, vulgo Turtwig, havia ficado encantado.

Uma luz adornou a estrutura física do aquático. O brilho proveniente chamou a atenção da criadora, que verteu-se na direção da dupla. Com atenção total, conseguiu distinguir as formas de Azurill se translucidando para Marill. Os olhos de Onigawa se esbugalharam, correu em direção do pequeno, tomando-o nos braços.

Havia evoluído por felicidade.

- Não acredito! Você evoluiu! - Abraçava-o com energia, estava em êxtase. - Isso é maravilhoso, uma captura de um tipo que amo e mais uma evolução!

Tagarelou durante toda a trajetória para o Centro Pokémon mais próximo, sorrindo à toa.




Spoiler:
Gostaria que o Hippopotas fosse Macho, pf.
Queria saber se podem colocar o apelido de Lazuli no meu Azurill/Marill?
E, agora que possui daycare e mimimi, se posso capturar um egg? Egg de pokémon comum, claro.





avatar
Yuno Onigawa
Criador Pokémon
Criador Pokémon

Poke Regras :
Feminino Número de Mensagens : 41
Idade : 16
Localização : O pé na estrada eu vou botar (8)
Humor : TESTAndo
Data de inscrição : 03/06/2014

Ficha de Personagem
Insignias Conquistadas :
1/1  (1/1)
Fitas Conquistadas:
1/1  (1/1)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1o route, Yuno Onigawa.

Mensagem por Akira' em 31st Janeiro 2015, 19:22

Não tenho muito o que falar, já que não vi erros ou algo do tipo. Somente continue assim, suas "aventuras" estão ficando realmente boas.

Apelidos nos Pokémon podem ser alterados/colocados a qualquer momento, basta falar com um ADM que não esteja ocupado. Sobre os Eggs já falei no chat.

Ambos avaliados como Boa
avatar
Akira'
Administrador
Administrador

Poke Regras :
Masculino Número de Mensagens : 486
Idade : 18
Data de inscrição : 22/03/2014

Ficha de Personagem
Insignias Conquistadas :
0/48  (0/48)
Fitas Conquistadas:
0/5  (0/5)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1o route, Yuno Onigawa.

Mensagem por Yuno Onigawa em 14th Fevereiro 2015, 07:34




#Treino&Captura



O dia havia começado do modo mais estranho possível, repleto de nuvens tão negras que remetiam à chuva. Mas não caiu uma única gota d'água o dia inteiro, mas raios e trovões caiam sobre a terra. Tendo relâmpagos a estrelar no céu.

Estremeci, uma rajada de vento vindo do norte me atingiu. Turtwig se recolheu em sua carapaça. Estava tão frio para a estação, não era algo comum. Corri em direção as árvores, fugindo da trilha descampada. Minhas mãos tremiam, pareciam reger uma sinfonia de cacofonias.

Nem mesmo as árvores eram capazes de aplacar o frio. Os galhos balançavam de tal forma, que pareciam envergar o tronco, dispersando uma quantidade estrondosa de folhas no chão. Não seria uma boa ficar ali, principalmente se uma resolvesse tombar de verdade.

Mais a frente, um pseudo morro se camuflava entre uma árvore frondosa, se eu estivesse andando dois metros para o lado, seria mais fácil visualizá-lo. Galguei em sua direção, ouvindo os estrondos formando pelos trovões.

No sopé da "montanha", havia uma entrada grande o suficiente para um corpo humano obeso, aparecia. Entrei com facilidade, com Turtwig a repetir sua própria espécie em sequências repetitivas. Trouxe a mochila para os o busto, resgatando uma lanterna de lede dupla. A pseudo caverna, era espaçosa, aprofundando-se na terra.

- Vamos, Turt. - Ditei, abraçando-me ao me embrenhar ainda mais. Estava frio ali dentro, mas nada que uma fogueira não resolvesse. Contudo, grunhidos mais a frente me fizeram sobressaltar. Foquei a luz de onde o som era proveniente.

Um Rhyhorn estava debruçado sobre alguma coisa, a boca escancarada preste a morder o que quer que fosse. A criatura esganiçava para nós, parecendo prestes a atacar. E foi o que fez.



       vs        



O pokémon se jogou contra Yuno, usando Megahorn. Entretanto, Turtwig ao lado foi mais rápido, colocando-se na frente ao usar Withdraw.

O pokémon pedra riscou o chifre em seu casco, afastando-se após, talvez com dor ou incomodo.

- Tur, use Leech Seed. Depois saia da frente. - O pokémon gingou no ar, impulsionando as partes dianteiras para pular. Do topo de sua cabeça, quatro sementes escapuliram. Atingindo Rhyhorn, todas em sua testa. O inimigo veio contra Onigawa, mas a garota saiu da trajetória, assim como Turtwig.

Virando contra a tartaruga, Rhyhorn veio em alta velocidade. Atingindo Turt com Fury Attack, que novamente usou Withdraw para se proteger. O poke rock, batia com o chifre e as patas sobre o casco. Com a lanterna em mãos, Yuno clareou a caverna. Tendo uma ideia.

O local era amplo, tendo suas paredes compostas por terra batida e pedra.

- Saia daí, use Razor Leaf. - A criatura saiu de sua carapaça, dando chance perfeita para o outro atacar, mas Turtwig foi rápido o suficiente para dar um passo ao lado e atingir Rhyhorn com folhas navalhas, que atingiram o rosto do adversário. As sementes já começavam a fazer efeito, também.

Onigawa fez mimica para seu companheiro, que andou até a parede mais próxima. Rhyhorn se ergue, sacolejando sua enorme cabeça antes de ir atrás de Turtwig, usando Take Down. Se seu corpo proeminente atingisse-o, seria perda total.

- TURT, SAI DAI! Use Leaf Storm! - O pequenino obedeceu, lançando-se para o lado. Mas não adiantou, o grandalhão se chocou contra seu corpo, mas ambos sofreram dano. Rhy se afastou de Turtwig, parecia zonzo.

O pequeno estava com os olhos fechados, impactado contra a parede de pedras.

- Vamos lá, levanta! Vamos láaaa, você consegue! - Começou a falar em um estado eufórico, vendo Turtwig se erguer com dificuldade. Suas patas pareciam estar bambas, tremiam como se estivesse em um inverno de -30°. - Vamos lá, bebê. Leaf Storm!

O pokémon forçou seu corpo a ficar direito, colocando-se com as patas estiradas. Em um balançar, liberou uma sequências de folhas afiadas, em maior ênfase contra Rhyhorn. Que ao ser atingido, jogou-se no chão. As folhas chocaram-se contra uma parede de terra atrás do grandalhão, um mini-desmoronamento atingiu-o em cheio. Soterrando-o. Yuno arregalou os olhos com a cena.

- Miltank que pariu, matei o bicho. - Colocou a mão na nuca, coçando de maneira envergonhada. Turtwig parecia relaxado, quase como em paz.

Mas alegria de pobre dura pouco. Rhyhorn se ergueu, parecia ainda mais furioso com o que aconteceu.

Afundou as patas contra o chão de pedras, deslocando uma grande quantidade. Ao voltar ao normal, enviou pedaços de tamanho indiscutíveis contra Turtwig. Os pedregulhos voaram no ar, a tartaruga tentava desviar, sendo atingindo ora ou outra.

- Vamos lá, use Leaf Storm, novamente. - Ao ser obedecida, Yuno sorriu languidamente. A tempestada de folhas foi de encontro as rochas, desviando suas trajetórias. - Agora, Mega Drain, baby.

Uma aura de tom esverdeado, envolveu o corpo miúdo de Turtwig. No memso momento, Rhyhorn pareceu bambear. Resfolegando a medida que o poder de Turt aumentava.

Em união as sementes, o adversário começava a se sentir fraco. Mas era completamente teimoso, o chão começou a tremer a medida que ele retornava a enfiar as patas contra o solo.

A concentração de Turtwig se esvaiu ao sentir o Earthquake. Até mesmo, Yuno se desequilibrou. Passando despercebido o ovo que rolou até os pés da criadora.

- Preste atenção. - Falou calmamente ao se segurar em uma pilastra de rocha. O pokémon olhou para a garota, focando-se apenas nela. - Use Razor Leaf no teto, atrás dele.

Apontou para o local. Turtwig não demorou para entender, rapidamente preparou suas folhas navalhas, que soltaram-se das herbáceas no topo de sua cabeça. Eram tão afiadas, e em maior numeração, que ao atingir o teto, desprenderam uma quantidade enorme de terra e pedra.

Desta vez, Onigawa não ficaria para ver se o inimigo levantou ou não, principalmente porque onde estava, ameaçava cair em conjunto. Retrocedeu Turtwig para a pokébola, indo em disparada para a entrada, tendo a lanterna a ajudar em todo o percurso.

Entretanto, um objeto ovular ao lado da criadora chamou a atenção. Era um egg. E extremamento bonito por sinal. Tomou-o nos braços, correndo após.

Ao sair da caverna, viu-a desmoronar. Uma grande quantidade de poeira atingiu os olhos de Yuno, que ao tentar se livrar dos resquícios, não viu o momento em que o ovo eclodiu.

Um pokémon pequenino, com um nariz grande a demarcar sua feição. A voz fininha e ritmada ao falar. Ao terminar de limpar os olhos, Onigawa se deparou com um Nosepass. O pequeno parecia chorar, talvez estivesse com fome ou assustado.

- Merda, matei um pokémon e achei um Nosepass? É meu dia de sorte. - Disse com sarcasmo, a ficha ainda não havia caído sobre o que acabou de ocorrer. - Vamos, vou te levar para o Centro Pokémon.

Desta vez, andar pela floresta não foi difícil. O vento por algum motivo, não estava mais presente. Assim como as nuvens. O céu estava em um azul ciano, sem qualquer nuvem. E, bem, seria uma boa ficar com um Nosepass.

- Nôse, nôse, nôooosepass. - O baby falava durante todo o caminho, chamando a atenção de alguns outros pokémons inofensivos. Assim como a de Turtwig ao ser liberto e se deparar com a criaturinha.

Foi um bom dia, afinal.




Spoiler:
Gostaria que o Nosepass fosse masculino.
Perdoem os erros de ortografia, estou sem tempo para revisar.
Por favor, gostaria que tirassem os mini-sprites da barra lateral e colocassem esses: Turtwig, Hippopotas, e caso a captura seja valida; Nosepass.





avatar
Yuno Onigawa
Criador Pokémon
Criador Pokémon

Poke Regras :
Feminino Número de Mensagens : 41
Idade : 16
Localização : O pé na estrada eu vou botar (8)
Humor : TESTAndo
Data de inscrição : 03/06/2014

Ficha de Personagem
Insignias Conquistadas :
1/1  (1/1)
Fitas Conquistadas:
1/1  (1/1)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1o route, Yuno Onigawa.

Mensagem por Dtwist em 14th Fevereiro 2015, 09:28

Avaliação: Yuno você escreve muito bem, porém em alguns pontos eu vi algumas repetições de palavras e acho que você poderia dar mais enfase a sua captura para chamar a atenção do leitor. (Quanto as palavras repetidas foram: Mas).
Sua batalha é muito bem narrado e gosto da maneira que descreve o ambiente juntamente.

Nota: Treino: 4 Stars
       Captura: Boa




avatar
Dtwist

Poke Regras :
Número de Mensagens : 384
Data de inscrição : 17/03/2014

Ficha de Personagem
Insignias Conquistadas :
1/1  (1/1)
Fitas Conquistadas:
1/1  (1/1)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1o route, Yuno Onigawa.

Mensagem por Yuno Onigawa em 16th Fevereiro 2015, 16:14




#Captura&Evolução



Com o fone de ouvido plugado, Onigawa traçava um caminho desconexo entre as árvores. Tendo Turtwig vez ou outra a alertando para não se chocar contra um tronco. A possibilidade de não saber onde estava, era pálpavel e considerável. Mas sinceramente, não se importava.

A felicidade estava latente o suficiente para apenas querer andar.

Não havia muitas horas desde a captura de Nosepass, havia cuidado do pequeno, depois o levado até o Centro Pokémon, apenas para averiguar se não ocorreu nada de errado em meio a "gestação". Estava ótimo. Era um belo espécime e um baby muito do calminho. Não via uma grande utilidade para o mesmo na equipe, mas não custava tentar.

- Vamos, Turt. Não seja tão ranzinza. - Cutucava o pokémon com o pé, que por qualquer motivo aparente, não queria sair do lugar. Estávamos perto do que seria o Mt. Coronet, apesar de Yuno não saber realmente se era. Nunca saiu da cidade natal, ficava difícil, mas com as instruções da Nurse Joy, poderia estar certa.



♔♔



O grito ecoou pela floresta. Pokémons sobre as copas das árvores, revoaram-se. Um calafrio percorreu toda a curvatura de Onigawa.

O céu era bordado em tons arroxeados, dando espaço para a lua pouco à pouco. Estava tão silencioso, nem a respiração ruidosa e ofegante parecia chegar aos tímpanos da criadora. O temor apossando-se lentamente, porém de forma latente.

Turtwig, sobre a mochila da garota, embrenhava-se entre os fios negros, emaranhando mais do que o normal os cabelos espessos. Envolvendo o corpo miúdo com os braços, Yuno abraçou-se protetoramente. O medo parecia abrasador, como uma lareira em meio ao inverno. Em um retorno aos tremores, um novo clamor reverberou por entre as árvores.

Tão alto, doloroso. Medroso.

Em uma infinidade de pensamentos, Onigawa projetou-se para frente, fazendo Turtwig morder a alça da mochila para se segurar. Correu, como nunca havia feito em toda a sua vida. Foi tão voraz que não mediu o tempo ou a distância que percorreu, só deu findo à corrida quando colocava os pés, enfim, no que seriam degraus. Estava distante do centro, mas perto o suficiente da civilização.

Ledo engano.

Parando por meros segundos para notar onde estava, visualizou com nitidez a área. Era o simulacro de uma mansão, antiga e abandonada. As janelas de vidraças em espiral, quebradas, com o vidro temperado largado a esmo. Uma centena de quartos, todos possuindo suas abóbodas próprias.
O que deveria ser um quintal, regozijava-se em meio ao mato alto. Que por ser uma espécie única de planta, começava a enroscar nas paredes da ala leste.






Era a única opção viável. Se manter ali, perto de algo que poderia estar fazendo mal à qualquer outra pessoa, ou entrar e ter um teto sobre a cabeça. Entrou, empurrando a porta de madeira maciça que com a força em exagero, bateu contra a parede, provocando um baque alto.

O corredor defronte a Onigawa, era de estreito, como uma entrada simplória que é facilmente vista em casas japonesas. Contudo, no final do corredor, uma sala ampla e de proporções imensas era constituída. O piso de mogno, revestido com uma camada desnecessária de poeira, móveis de tons negros, esbranquiçados pela sujeira. Toda a mobília era de designer antigo, moldando uma sala perfeita de filme de terror.

O que passou despercebido por Yuno, foi a crosta de poeira borrada por perto. Passos como as que a garota deixava agora, tão frescos quanto. No sopé da escada no centro, pingos frescos em coloração rubra adornavam todos os degraus, impactando-se perfeitamente com a madeira podre.

A criadora espreitava todo o local, deixando Turtwig escapulir da mochila para vasculhar em conjunto. Foi com total descontentamento que ouviu um silvo baixo, como um ruido fraco. Relembrou imediatamente das histórias contadas por sua mãe. Deveria correr como toda e qualquer pessoa, mas a mocinha sempre que corria, morria. Não era um caso isolado, era lei. Se houvesse um gordinho ali perto, quem sabe, sobreviveria.

Torcia internamente para não ser uma pessoa sinistra, ou algum pokémon forte e doentio. Não estava apta para encarar um Mega da vida.

Em retorno ao medo, como se fosse uma mera brincadeira do destino, um segundo som de rastejar som condensado no ar. Estremeceu uma porção de vezes antes de tomar coragem e incitar-se na escada, olhando para o alto a cada instante. Todas as pistas passando despercebidas.



♔♔



No final da escada, uma sequência de portas se entreabriam, todas com uma extrema similaridade. Com entalhes subindo pela madeira, formando espirais de uma ventania. Onigawa lembrou de alguém bem querido, que há muito tempo a deixou. Foi um momento que nunca iria esquecer, as portas tão bem moldadas, uma paz tão sem igual a atingiu. Quando pensou o quanto caminhou para chegar ali, sentiu que talvez, não fosse capaz de sair dali.

Contudo, um sonoro grito ecoou. Mais uma vez.

Disparou na direção do som, era perto o suficiente para distinguir. Com chamas no olhar, um instinto maligno se apossou da criadora, não que fosse qualquer tipo de movimento de algum pokémon, longe disso, era apenas a vontade de ajudar/acabar com o que quer que a estivesse assustando daquela forma.

No encerramento do corredor, havia uma única porta. Tão esguia, que para entrar, precisava virar em 180°, encolher a barriga, virar o rosto e torcer para não fiar preso.

E foi o que fez. Apertou-se, até transpassar a abertura.

Quando viu onde estava, arregalou os olhos. Era um quarto completamente vazio, sem janelas ou qualquer passagem a não ser a que acabou de passar. Porém, em um dos cantos do quarto, um corpo miúdo pairava. Parecia uma criança.

Com uma lentidão proposital, se aproximou. O que deveria ser um humano, era um Riolu, tão encolhido e com um manto que lhe cobria as costas. A criadora se arrepiou no exato momento. Uma sombra, de porte médio, pairou atrás do trio. Turtwig foi o primeiro a ver a criatura.

Girando sobre os calcanhares, Yuno se deparou com um Zorua.

Estranhou, era tão incomum ver esse tipo de pokémon. Geralmente, adotavam formas indistintas para se camuflarem e não serem raptados. Seria uma grande captura, mas havia o Riolu para salvar. Parecia ferido.

- Olha, não queremos problemas. - Ditou, tendo a voz baixa e suave. O Zorua se remexeu levemente, o ponto preciso para Onigawa notar que ele não sairia, ou deixaria o grupo ir embora. Turtwig se posicionou a frente da garota, esticando as pata dianteiras, seu corpo foi alongado no processo.



      vs        



Zorua, com uma precisão indescritível, partiu para cima de de Turt, suas garras ao usar Scratch, tão afiadas e pontudas, riscaram o ar indo de encontro a face de Turtwig, que mesmo tendo se recolher em seu casco, recebeu um corte superficial.

- Santo Arceu. - Proferiu, a raiva latente na voz. - Use Crunch.

Para aproveitar a proximidade, obedientemente, lançou-se para frente, capturando parte do tronco de transfigurador entre os dentes afiados. Em uma sequência de mordidas eficazes, até um liquido viscoso ser dispersado, talvez sangue.  

O ilusionista olhou para Turtwig, lágrimas tórridas escorriam por seu rosto, tendo seu findo no chão. Parecia tão convincente, que ao decorrer do falso choro, as mordeduras se encerraram aos poucos, o herbívoro parecia em transe durante o Fake Tears.

O momento pareceu como uma pintura para a criadora, que não soube o que fazer. Mas Zorua soube bem o que fazer, já que ao se libertar, vingou-se usando Fury Swipes. Suas garras, mais afiadas do que da última vez, uma luz esbranquiçada as envolviam, alongando-as de tal forma que ao se chocarem-se contra Turtwig, causou um dano maior do que o esperado.

O pequenino foi para trás, seu olho esquerdo estava se fechando lentamente, um machucado pegando da testa à maçã do rosto pairava. O corte havia sido profundo.

Pela primeira vez, Yuno Onigawa pensou em desistir. Talvez, seu companheiro não fosse forte o suficiente, ou não fosse uma mestre boa. Contudo, contra todas as especulações possíveis, Turtwig ergueu-se de modo soberano.

Ruídos saiam de sua boca, estava pronto para retomar a batalha.

- Vamos lá, General. - Gritou, tornou-se tão eufórica que a agonia parecia pequenina dentro do peito. - Use Leech Seed.

Zorua se movia tão rapidamente, que era difícil atingi-lo. Por mais que o herbívoro tentasse. Suas herbáceas, no topo de sua cabeça, formavam um muda de planta em seu início, balançavam em profusão, liberando uma dezena de sementes que brilhavam em um verde cintilante ao irem de encontro ao transfigurador.

Mas nenhuma conseguia pegá-lo em meio ao Agillity, até que, por uma motivação da destino, Zorua parou por milésimos de segundos, tempo o suficiente para que uma única semente o atingisse. Após o golpe certeiro, mais três foram lançadas, drenando a energia do adversário.

Começando a sentir a fadiga, a rapidez falhando, parecia estar casando.

Mesmo assim, olhando para pokémon grass, o ilusionista o provocou. O sorriso implantado em seu rosto, em uma proposta única e tentadora. O Taunt era eficaz, mas pro qualquer motivo não aparente, Turtwig não se abalou.

Uma luz, tão intensa que Yuno mal conseguia olhar diretamente, envolveu o corpanzil de seu companheiro, moldando e modificando sua estrutura, em uma transfiguração perfeita. Ao final, Turtwig não era mais o mesmo, e sim um grande Grotle. Com arbustos longínquos sobre sua carapaça;






- Táquipariu. General, use Razor Leaf. - O comando foi rápido e eficaz, no mesmo segundo, o recém-evoluído se movimentou, liberando uma rajada de folhas cortantes contra Zorua, que agora por não poder usar Agillity, foi pego de primeira. Cansado por conta das Leech Seed, havia caído.

Com uma garra ímpar, o ilusionista se reergueu. Usando de toda a sua força contida, correu contra Grotle, as garras para fora. Alongadas e pontiagudas. Novamente, usou Fury Swipes.

Grotle, já sabendo da técnica, apenas se sacolejou. Uma torrente extra de Razor Leafs, foram dispersados. Todos indo contra o adversário, que, apesar de toda a sua fúria, foi colidido antes mesmo da confecção do seu último golpe.

Zorua estava desmaiado.

Era tentador a ideia de pegá-lo, mas havia alguém necessitando de ajuda no momento.  


Fim da batalha.


Ao se virar, notou que o Riolu estava em pé. Seu braço sangrava em uma enorme quantidade, mas o pokémon não parecia apto a querer ajuda.

Erguendo o seu outro membro superior, que ainda estava em bom estado, uma aura branca o adornou. Uma onda de choque irradiou pelo quarto, indo de encontro a Grotle, que se não fosse por estar longe, não seria capaz de esquivar.

- PARA COM ISSO, acabamos com aquele dali. - Apontou para Zorua. - Só para TE SALVAR.

Gritava, quase ao berros. Grotle estava pronto para a batalha, mas Riolu pareceu relaxar ao ouvir o que a criadora ditava. Seu corpo caiu no chão, havia perdido muito sangue.

Correndo até ele, Onigawa o recolheu em seus braços, tendo um sorriso simplório nos lábios. Antes um Riolu, do que um Onix para carregar. Dando de ombros, rumou para fora da saída. E foi com espanto, que ao sair da casa, notou-a desaparecer.

Porém, sabia que Zoruas não possuíam habilidade para tal. Arrepiou-se dos pés a cabeça, havia um Zoroark no local. Apressou os passos, vai que ele decide dar um "Olá".

E bem, ter o pequeno que estava em seus braços no time, não seria tão mau. Depois de passar na Nurse Joy, é claro.





Spoiler:
Gostaria que o Riolu fosse M.
Post não revisado, peço que tolerem.
Se puder, quero que coloque o apelido de General no Grotle, e Comandante no Lucario.




avatar
Yuno Onigawa
Criador Pokémon
Criador Pokémon

Poke Regras :
Feminino Número de Mensagens : 41
Idade : 16
Localização : O pé na estrada eu vou botar (8)
Humor : TESTAndo
Data de inscrição : 03/06/2014

Ficha de Personagem
Insignias Conquistadas :
1/1  (1/1)
Fitas Conquistadas:
1/1  (1/1)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1o route, Yuno Onigawa.

Mensagem por Akira' em 16th Fevereiro 2015, 18:21

Não tenho muito o que comentar (Acho que já disse isso '-'). O texto foi muito bom e tal, só vi um erro ali no "Santo Arceus" onde faltou um S.

Ambos avaliados como Boa
avatar
Akira'
Administrador
Administrador

Poke Regras :
Masculino Número de Mensagens : 486
Idade : 18
Data de inscrição : 22/03/2014

Ficha de Personagem
Insignias Conquistadas :
0/48  (0/48)
Fitas Conquistadas:
0/5  (0/5)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1o route, Yuno Onigawa.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum